Projetos de Pesquisa

PROJETOS DE PESQUISA DESENVOLVIDOS POR DOCENTES E DISCENTES INTEGRANTES DO PPGM
Projeto   Breve descrição 
APA DO PRATIGI   O programa de pesquisa APA DO PRATIGI: Biodiversidade e Modelagem Ambiental, que tem como objetivo realizar estudos sobre a biodiversidade na Área de Proteção Ambiental do Pratigi, gerando informações que subsidiem políticas públicas de conservação e uso sustentável da flora e da fauna da Mata Atlântica.  Esse Programa tem como parceiro financeiro a A Organização de Conservação da Terra (OCT) é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) regularmente inscrita no Ministério Público da Justiça e no Cadastro Estadual de Entidades Ambientalistas, como Entidade de Ação Ambiental no Conselho Estadual de Proteção ao Meio Ambiente. Além disso, esse Programa permite parceria com outros Programas de Mestrado, a exemplo do Mestrado de Zoologia da UEFS, além de outras instituições de ensino, como a UFRB.
ATUAÇÃO DA TECTÔNICA, DO NEÓGENO AO QUATERNÁRIO, NA COSTA DO DESCOBRIMENTO, LITORAL SUL DO ESTADO DA BAHIA   O ProjetoA ATUAÇÃO DA TECTÔNICA, DO NEÓGENO AO QUATERNÁRIO, NA COSTA DO DESCOBRIMENTO, LITORAL SUL DO ESTADO DA BAHIA visa caracterizar a ação da neotectônica nos depósitos sedimentares do Neógeno ao Quaternário, que afloram na Costa do Descobrimento, sul do Estado da Bahia, identificando também as áreas de riscos geológicos associados a movimentos de massa.
AVALIAÇÃO ECOSSISTÊMICA DOS RECURSOS PESQUEIROS DEMERSAIS E PELÁGICOS DAS COSTAS NORTE E NORDESTE:  SUBSÍDIOS PARA UM ORDENAMENTO PESQUEIRO SUSTENTÁVEL   Projeto em atendimento à chamada MCTI/MPA/CNPq Nº 22/2015, Linha Temática IV - Recursos Pesqueiros Demersais e Pelágicos da Costa Norte/Nordeste (N/NE). Objetivos: contribuir significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação da pesca marinha no Brasil, a fim de subsidiar o ordenamento pesqueiro dos principais recursos demersais da costa Norte e Nordeste do Brasil. A partir da compreensão da complexidade da cadeia de serviços e de comercialização das espécies, espera-se poder apontar mecanismos que aumentem o valor agregado, suavizando as diferenças no valor do pescado ao longo da cadeia e apontando os diferentes segmentos a serem envolvidos em atitudes que garantam a sustentabilidade do produto e sua valorização, sem necessariamente aumentar o esforço de pesca. Finalmente uma analise estratégica de interações entre tecnologia pesqueira e a biodiversidade marinha será conduzida, com vistas ao desenvolvimento/aprimoramento de aparelhos de pesca mais seletivos.
BAÍA DE TODOS OS SANTOS: BIODIVERSIDADE, GEODIVERSIDADE E ENTNOECOLOGIA   A Baía de Todos os Santos (BTS) é um espaço singular que reune atributos ecológicos, culturais e históricos conferindo-lhe uma alta relevância ambiental, econômica e social. Compreender e pesquisar essa região tem uma fundamental importância, buscando a sua conservação, uma vez que ela abriga um patrimônio com riqueza de biodiversidade, geodiversidade e cultural. Nessa perspectiva o PPGM tem desenvolvido atividades de pesquisa e extensão, com instituições estaduais, nacionais e internacionais, com apoio financeiro de agencia de fomento e fundo europeu, com destaque para os seguintes subprojetos: -Projeto Baía Azul: Programa de Avaliação do Impacto do programa Baía Azul de Saneamento Ambiental da Baía de Todos os Santos: Bahia Azul 3ª Etapa, ISC/UFBA. - Território, Redes de Cuidado, Direitos e Vulnerabilidade ambiental entre Populações Tradicionais na BTS. - Metais-Traço e o Potencial de Regeneração do Ecossistema Manguezal da BTS. - Etnoecologia da Pesca Artesanal na BTS. - Estudo Etnoecológico da Percepção das Populações Ribeirinhas dos Riscos e Impactos Ambientais na BTS - Baías da Bahia em parceria com a UFBA e UESC.
CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL POR METAIS PESADOS EM ÁGUA, SEDIMENTO SUPERFICIAL E BIOTA AQUÁTICA DAS NASCENTES DA BACIA HIDROGRÁFICA DO SUBAÉ-BA   A Bacia Hidrográfica do rio Subaé encontra-se localizada no Recôncavo Norte, numa área de 655 Km². O principal curso d’água desta bacia, o rio Subaé, tem o seu ponto de nascente na chamada Lagoa do Subaé (bairro Subaé e Loteamento Parque do Subaé), no perímetro urbano de Feira de Santana, a sudoeste de sua sede no setor B do Centro Industrial do Subaé – CIS, servindo como corpo receptor de efluentes industriais do CIS e esgotos domésticos provenientes de vários bairros adjacentes. A importância de se estudar as concentrações dos elementos-traços em ambientes costeiros e estuarinos devem ao fato de que estes são muito utilizados pelo homem nas diversas atividades do seu dia-a-dia (fontes antropogênicas) e são potencialmente tóxicos para os organismos aquáticos. Serão escolhidos pontos de amostragem das matrizes, água, sedimento e biota em áreas estratégicas da nascente do rio Subaé (dentro do Complexo Industrial do Subaé) e em todo o curso do rio, levando em consideração a presença de influências industriais, rurais e urbanas da região. 
CHAPADA DIAMANTINA: GEODIVERISDADE E BIODIVERSIDADE COM APLICAÇÕES DE GEOTECNOLOGIAS   A Chapada Diamantina compõe uma área espacial desde a região do município de Morro do Chapéu ao norte, passando por Lençóis, Mucugê e estendendo-se à região de Rio de Contas mais ao sul. Essa extensão abrange ambientes de Campo Rupestre, Matas, Cerrado e Caatinga. Possui uma riqueza em geodiversidade e biodiversidade ímpar, que são resguardadas por Unidades de Conservação. O PPGM desenvolve pesquisa nessa região desde a sua criação, hoje gerando uma gama de informações em diferentes abordagens, sempre com a modelagem ambiental como foco, seja no mapeamento de antigas trilhas visando compreender ou ampliar o potencial turístico; história ambiental dos garimpos, comunidades tradicionais, que desde séculos passados vem contribuindo de forma significa para aumento da economia e da cultura local; zoneamento geoambiental com aplicativos de geotecnologias; levantamento de estoque de carbono, tema tão atual e contemporâneo; modelagem de microbacia, com análise da qualidade da água e suas implicações para a educação ambiental; entre outros com implicações técnico-científicas e de inovação científica.
ESTRATÉGIAS PARA O ENSINO DE CIÊNCIAS DA TERRA E DO AMBIENTE   Apresenta pesquisas onde busca-se construir modelos, métodos, abordagens de produção, práticas de educação ambiental e divulgação do conhecimento, em especial aos conhecimentos ligados as Ciências da Terra e do Ambiente, objetivando favorecer a aprendizagem em níveis diferentes de ensino com formas mais adequadas e prazerosas para alunos e docentes, além da valoração de recursos naturais existentes no munícipio que até então não eram citados nos conteúdos programáticos. Parte desses projetos envolvem o uso e a disseminação da Geotecnológia, das Ciências da Computação, através do uso de imagens de satélites além da manutenção e construção de modelos computacionais, garantindo a instruturação de bibliotecas sobre os temas trabalhados nos projetos que este tema abriga. Outra parte, envolve projetos com enfoque no despertar da comunidade (moradores e estudantes), da cidade onde está inserida esta Universidade, para a valoração dos recursos naturais existentes no seu entorno e sua preservação, através de oficinas, vídeos, saídas de campo entre outros. 
ESTUDOS SOBRE O SEMI-ÁRIDO: MODELAGEM PARA A SOBREVIVÊNCIA   Apresenta prevalência de pesquisas que enfocam problemas ou envolvem a área de atuação e a missão da Universidade Estadual de Feira de Santana: o semiárido, a caatinga e suas interações, em especial no Estado da Bahia. O objetivo é estudar múltiplos aspectos sócio-econômico-ambientais entrelaçando diferentes leituras, entendimentos e saberes em busca de uma compreensão mais complexa e totalizante da região semi-árida. Estudos sobre situação, evolução de biomas e ecossistemas; história, gestão e planejamento ambiental; tecnologias de sustentabilidade; conservação/recuperação de recurso hídrico; conflitos uso/cultura-ambiente; patrimônio natural: biológico e geológico e o uso dos recursos naturais; aspectos sócio-econômicos, comunidades regionais e locais do semi-árido baiano, se integram neste projeto estruturante. Estes últimos podem contribuir com diferentes atividades técnico-científica com rebatimento na sociedade local e regional, com inovações a partir do uso de suportes geotecnológicos.
FEIRA DE SANTANA: PORTAL DO SERTÃO MUITO A DESVENDAR   Feira de Santana, conhecida como a Princesa do Sertão, segunda maior cidade do Estado da Bahia, observa-se um campo fértil para pesquisas interdisciplinares, como acontece no mestrado em Modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente. Nessa direção, o local torna-se uma fonte para desenvolvimento de pesquisas com caráter metodológico, seja no que diz respeito às suas fontes naturais, solo, argilas, seja no aspecto social no que tange um dos problemas brasileiros, e mundial, a violência urbana. Esses são alguns temas que são tratados de forma consistentes, mo PPGM, tanto do ponto de vista ambiental, quanto epidemiológico. Gerando inclusive Associação de Proteção aos Portadores de Doença Falciforme, sempre levando em conta a distribuição espacial, ou seja usando metodologias com geotecnologias. Dessa forma, o PPGM contribui de forma significativa com esse projeto para a cidade onde estar inserida, possibilitando um maior conhecimento e maior interação entre os que fazem e os que precisam da ciência. 
GEODATASEG - INFRAESTRUTURA DE BASE DE DADOS ESPACIAIS PARA PLANEJAMENTO OPERACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA NO ESTADO DA BAHIA   Desenvolver um sistema integrado de gestão de dados espaciais visando o planejamento de ações operacionais de segurança pública com ênfase em municípios do Estado da Bahia considerados prioritários pelo Plano Estadual de Segurança Publica PLANESP (2012 a 2015).
INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM ESTUDOS INTERDISCIPLINARES E TRANSDISCIPLINARES EM ECOLOGIA E EVOLUÇÃO (INCT IN-TREE)   O IN-TREE visa produzir e investigar a produção de conhecimento inter e transdisciplinar em ecologia e evolução a partir da interação entre pesquisadores e estudantes brasileiros e estrangeiros e setores da sociedade brasileira, como órgãos ambientais e escolas. Com isso, atua na fronteira do conhecimento, impactando de modo relevante esses campos científicos e contribuindo para a solução de problemas nacionais em áreas consideradas estratégicas nas políticas públicas de meio ambiente, C&T&I, educação e extensão universitária, e relacionadas a pelo menos dois dos temas estratégicos do edital. O IN-TREE possui um conjunto de ações de interação da sociedade que, para além da divulgação e popularização da ciência, estabelecerão estratégias de envolvimento de setores da sociedade na produção de conhecimento voltado para a solução de problemas, contribuindo para a implementação de políticas públicas e para o desenvolvimento social.
MAPBIOMAS ALERTAS - CAATINGA   MapBiomas Alerta é um sistema de validação e refinamento de alertas de desmatamento, degradação e regeneração de vegetação nativa com imagens de alta resolução. Esta versão atual é dedicada exclusivamente ao tema de desmatamento em todos os biomas brasileiros e se expandirá para os demais temas ao longo dos próximos dois anos.
MODELAGEM AMBIENTAL APLICADA   Pesquisas que visam criar, testar e aperfeiçoar sistemas e metodologias usando as geotecnologias com caráter inter e multidisciplinar. Com aplicações locais, regionais e internacionais. Apresentam inovações no campo da espectrorradiometria de rochas, solos, corais, como também estudos da biodiversidade com modelagem espacial. Aplicações de técnicas de análise espacial a exemplo na analise hierárquica, visando à conservação de espécies florísticas e faunísticas. O potencial geoturístíco importante no contexto da cidade de Havana. As atividades de pesquisas contribuem para implementação e gestão de unidades de conservação e avaliação do sistema de Unidades de Conservação proposto frente aos cenários de ocupação previstos.
MODELAGEM E ESTUDO DE SISTEMAS COMPLEXOS   Trata-se de um projeto de cunho eminentemente interdisciplinar e multi-institucional, que será ancorado no Departamento de Física da UEFS (BA). Teremos as parcerias da Universidade Federal de Mato Grosso (MT), da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS), da Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultural Egberto Tavares Costa (BA) e da Universidade de Évora (Portugal). Pretendemos aqui neste projeto desenvolver pesquisa e fazer a difusão do conhecimento em temas atuais, ligados por exemplo, a área de Física Estatística, de segurança pública, social, ambiental, biológica, entre outras, e trabalhar em temas atuais de importância científica e tecnológica, objetivando a qualificação de pesquisadores e alunos na UEFS e no Estado da Bahia, isto com a interação com grupos de pesquisas espalhados pelo Brasil e pelo mundo. Pretendemos difundir tais ideias em sessões públicas para toda a comunidade baiana, via parceria com as Instituições parceiras.
MUDANÇAS CLIMÁTICAS, AGROPECUÁRIA E SUAS DINÂMICAS   O processo de produção na agricultura está condicionado pelos ciclos biológicos, que são fortemente influenciados pelas condições climáticas. Essa característica faz com que o planejamento na agricultura deva considerar essa fonte potencial de incerteza e risco. Este Projeto se originou de Projetos anteriores que pesquisaram sobre Clima e agricultura. Ele contextualiza as dinâmicas climáticas, frente as atuais discussões sobre mudanças climáticas e seu rebatimento na produção de alimentos. Desta forma ele engloba dois subprojetos: 1- Variações climáticas e flutuações da produção agrícola nos municípios baianos: Análise prévia para um modelo de previsão de safra para o Estado da Bahia e 2- Estudos Climáticos do el Niño/La Niña - oscilação sul e seus impactos na agricultura baiana. 
NEXGEM MAP - CAATINGA   Este projeto tem como objetivo estabelecer a próxima geração de ferramentas de mapeamento e monitoramento de uso e cobertura da terra, aproveitando as imagens de satélite aprimoradas da Planet e as plataformas de computação do Google Earth Engine.
PESQUISA DE FATORES ASSOCIADOS À INCIDÊNCIA DE TOXOCARÍASE E TOXOPLASMOSE HUMANA EM COMUNIDADE RURAL   A toxocaríase humana é um complexo de manifestações patológicas, que pode variar de uma forma assintomática a quadros oculares e neurológicos, frequentemente subdiagnosticada, constituindo-se de uma enfermidade parasitária negligenciada. Os cães e gatos, hospedeiros dos parasitos do gênero Toxocara, eliminam ovos para o ambiente, os quais podem ficar viáveis por longos períodos, contaminando o solo, água e vegetais. A ingestão destes ovos pelo homem e outros animais pode levar a infecção e eventuais formas clínicas de variada gravidade. Este trabalho pretende investigar a presença de anticorpos anti-Toxocara e anti-Toxoplasma em humanos, cães e frangos em propriedades rurais, bem como a presença de ovos de Toxocara em fezes de cães e no solo, realizando coletas quadrimestrais durante um período de pelo menos 24 meses. Esperamos determinar neste trabalho quais são as características biológicas, ambientais e epidemiológicas relacionadas a incidência da toxocaríase humana e a prevalência da toxocaríase canina e aviária nas propriedades rurais avaliadas.
PORTAL DE INFORMAÇÕES DO AGRONEGÓCIO   Cooperação para a criação, produção e publicação de um portal sobre o Agronegócio na Bahia, georreferenciado, por meio de tecnologia adequada de processamento de dados, um sistema inteligente que integre informações de instituições públicas e privadas que atuem direta ou indiretamente nas atividades de planejamento, pesquisa, extensão, fiscalização, crédito, produção agropecuária, comercialização, industrialização, armazenamento e abastecimento.
PROJETO DE MAPEAMENTO ANUAL DA COBERTURA E USO DO SOLO NA CAATINGA - MAPBIOMAS/CAATINGA   O MapBiomas Caatinga pretende Contribuir para o entendimento da dinâmica do uso do solo no Bioma Caatinga Desenvolver e implementar de uma metodologia rápida, confiável e de baixo custo para gerar mapas anuais de cobertura e uso do no Bioma Caatinga a partir de 1985 até os dias atuais (e posterior atualização anual). Pretende estabelecer uma rede colaborativa com especialistas de diversos biomas brasileiros para melhor compreender a dinâmica do uso da cobertura do solo. Realiza processamento distribuído e automatizado dos dados através de parceria com Google Earth Engine. Este trabalho é orientado para gerar uma plataforma aberta, multiplicável e com possibilidade de aplicação em outros países e contextos. Plataforma colaborativa - desenhada para incorporar e acolher as contribuições da comunidade científica e demais interessados em colaborar.
PROJETO MAPBIOMAS ARIDA - SISTEMA DE MONITORAMENTO DE ÁREAS DEGRADA DAS E COM RISCO A DESERTIFICAÇÃO   Objetiva Desenvolver e implantar as bases de um sistema de monitoramento biofísico para áreas em risco de desertificação no semiárido brasileira, derivado de algoritmos aplicados a cubos de imagens para as Áreas Susceptível à Desertificação com séries históricas completas de imagens de satélite LANDSAT, permitindo atualização automática e acesso aos diversos públicos para desenvolvimento de aplicações socioambientais e subsídios a políticas públicas locais e regionais. O projeto se aplica numa segunda escala local com área foco do Projeto BRA/14/G32, as ASD-SE e a região do Alto Sertão Sergipano, onde estão sendo realizadas intervenções de campo (implementação de quatro URAD- Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas e Redução da Vulnerabilidade Climática, nos Assentamentos Florestan Fernandes, João Pedro Teixeira e Modelo, localizados no Município de Canindé do São Francisco e no Assentamento Flor da Serra/Quilombo Serra da Guia, localizado no Município de Poço Redondo)
SUBSÍDIOS GEOTECNOLÓGICOS, GEOQUÍMICOS E DE BIODIVERSIDADE PARA AÇÕES SOCIOAMBIENTAIS NA APA DO PRATIGI   Espera-se com essa proposta unir esforços acadêmicos para criação de uma rede que ampliem as atividades já executadas nas diferentes instituições de ensino, potencializando os recursos humanos e tecnológicos, em prol de uma causa maior, o bem estar sócio-ambiental. Para tanto escolheu-se a área da APA do Pratigi, localizado na região do Baixo Sul da Bahia, por ser uma área elencada como prioritária na conservação ambiental. É imporatnate destacar que vários projetos dentro do Programa de Pós-Graduação em Modelagem em Ciências da Terra e do Ambiente possuem interfaces que se complementam, nesse contexto podemos destacar que objetivos referentes ao projeto INCT in-three, estão parcialmente inseridos nesse projeto da Apa do Pratigi dado a natureza de complementariedade dos projetos. Desta forma ele se renova a cada ano com novos trabalhos e estudos.